GTE+ deve utilizar atualizações que antes seriam utilizadas na unificação com GT3

2014-6-Heures-de-Spa-Francorchamps-WEC-adrenal-jr7-9888-252520-2525281280x853-252529_thumb-25255B2-25255D

 A unificação entre GTE e GT3 está longe de ser definida, e muito provavelmente enterrada. Segundo a ACO, as alterações que dariam forma ao novo carro a partir de 2016, poderiam ser usadas na nova geração de carros GTE, já que os GT3 não terão qualquer tipo e alteração a longo prazo. A ideia será apresenta na próxima reunião do conselho da FIA em 06 de Junho.

Caso seja aprovada os novos carros estariam na pista em 2016. A FIA tentou impor novos sensores de torque, porém os fabricantes querem continuar a usar  os restritores de ar sônicos.

O que as equipes precisam fazer atualmente para competir em abas as séries:

  • Atualmente existem dois regulamentos para  carros GT de competição:  LM GTE (Le Mans Endurance GT) e GT3;
  • Fabricantes que desejam alinhar carros em ambas as séries devem desenvolver dois tipos distintos de carros;
  • As equipes que desejam participar de provas de Endurance e Sprint GT deve adquirir ambos os tipos de carros.

Qual a proposta da FIA?

  • O estabelecimento de normas técnicas que permitam a convergência entre LM GTE e GT3;
  • Manter duas categorias distintas, uma para equipes privadas dedicadas e outro para os fabricantes de automóveis, bem como equipes amadoras;
  • Base técnica comum para o desenvolvimento de um único carro;
  • Identificar pontos de diferenciação com a possibilidade de um mesmo carro base, ser elegível em equipas privadas, profissionais e de fábrica.
Published
6 anos ago
Categories
24 Horas Le MansAston MartinCorvetteFerrariGTE-AMGTE-PROPorscheSRT Viper
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *