G-Drive Racing vence as 4 horas de Silverstone

Gibson da G-Drive Racing não teve dificuldades para vencer a prova. (Foto: G-Drive Racing)

Gibson da G-Drive Racing não teve dificuldades para vencer a prova. (Foto: G-Drive Racing)

A abertura do European Le Mans Series na tarde deste sábado (16) em Silverstone ratificou o que todos já sabem. O ELMS é um dos melhores se não o melhor campeonato de Endurance da atualidade.

Salvo o WEC com equipes de fábrica e todas as pompas e circunstâncias que a ACO deposita nele, o certame europeu de endurance ainda tem aquela aura de um amadorismo planejado. Esqueça equipes de fábrica, modelos híbridos, as equipes privadas ainda ditam o ritmo.

Classificação das 4 horas de Silverstone

Durante as filmagens pelos boxes era comum ver peças pelo chão, isopor com comida para pilotos e integrantes das equipes. Os próprios boxes sem aquela decoração impecável da F1 e WEC. Muitos nem sequer decoravam seus espaços.

O negocio ali era correr. E foi assim que o Gibson 015S, #38 da G-Drive Racing que se uniu com a JOTA Sport venceu as 4 horas de Silverstone. Gibson esse que já tinha vencido a prova em 2013 e é um carro a ser temido em todas as provas do calendário.

Modelos mais modernos como o Oreca 05 e Ligier JS P2 não foram páreos para o trio formado por Giedo van der Garde, Harry Tincknell e Simon Dolan. A largada foi complicada com vários carros rodando, o líder o Oreca 05 da equipe TDS Racing acabou perdendo o controle por conta do asfalto frio deixando o caminho livre para Tincknell assumir a ponta e não ver mais os adversários.

United Autosport com dobradinha na classe LMP3.

United Autosport com dobradinha na classe LMP3.

Mesmo largando em quarto o piloto foi astuto e soube se livrar dos problemas, pulando para a ponta. Segundo a assumir o carro, Simon Dolan empregou um ritmo forte e mesmo com as investidas do Ligier #23 da Barthez Competition não foi o suficiente. O Ligier acabou enfrentando problemas terminando na nona posição. Giedo van der Garde teve o trabalho de levar o carro para a linha de chegada.

“O carro estava muito bom. Toda a equipe fez um trabalho muito bom, Simon e Harry fez um trabalho realmente bom, então eu só tinha que terminar.”

“Foi a primeira vez que eu fiz uma corrida como esta, porque em monopostos você não tem muito tráfego, mas depois de algumas voltas comecei a pegar o jeito dele e me senti bem.

“Para ter um retorno como este, depois de não correr no ano passado, e ganhar logo no meu retorno é algo muito bom.” Disse Giedo.

Ferrari da JMW Motorsports volta a vencer na ELMS. (Foto: ELMS)

Ferrari da JMW Motorsports volta a vencer na ELMS. (Foto: ELMS)

Em segundo o BR01 #32 da equipe SMP Racing que chegou a espantosos 1:35.052 atrás. A equipe TDS Racing, que liderou todos os treinos livres e marcou a pole acabou batendo com 25 minutos de prova, após Pierre Thiriet bater em Tristan Gommendy.

Outro que enfrentou problemas foi Leo Roussel que bateu com o Morgan da equipe Pegasus Racing ainda na largada. Conseguiu voltar a prova mas acabou perdendo um pneu abandonando de vez. Em terceiro o Ligier da equipe Lombard Racing.  

A Ferrari da JMW Motorsports venceu na classe GTE. Rory Butcher que cruzou a linha de chegada se beneficiou da última bandeira amarela da corrida para vencer. Além de Rory, Rob Smith e Andrea Bertolini levaram a equipe a vitória depois de um jejum de quase três anos. Em terceiro e quarto os dois carros da equipe Aston Martin.

Screenshot 2016-04-16 at 14.58.57

Published
3 anos ago
Categories
ELMS
Comments
1 Comment
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

One comment on “G-Drive Racing vence as 4 horas de Silverstone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *