G-Drive Racing e TDS Racing são desclassificadas por irregularidades

Não é a primeira vez que a equipe comete erros, que levaram a desclassificação. (Foto: Divulgação)

A equipe G-Drive Racing que venceu na classe LMP2 em Le Mans e a TDS RAcing, foram desclassificadas nesta segunda-feira, 18, por irregularidades no sistema de abastecimento. O equipamento de reabastecimento utilizado pela equipe, não estava em conformidade as regras definidas pela organização da prova. Assim na hora do reabastecimento, entrava mais combustível do que o permitido.

Com a exclusão o primeiro lugar ficou com o Alpine #36 de Nicolas Lapierre, Pierre Thiriet e André Negrão. Cabe recurso por parte da G-Drive, que liderou 23,5 horas da prova. De acordo com o boletim emitido pela FIA, foi encontrado uma “peça usinada adicional” não homologada, inserida no restritor de fluxo, alterando as dimensões do cone do restritor.

Punição G-Drive Racing

Por meio de nota a equipe argumenta que os regulamentos não especificam adição de peças extra na equipamento de reabastecimento. Esta vantagem foi “vista” por várias equipes durante a prova, que resultaram em um vantagem de 6 a 8 segundos, em casa pit stop.

Ao contrário das classes LMP1, GTE-PRO e GTE-AM, a classe LMP2 não possui um tempo mínimo de reabastecimento.

Com as mudanças o Oreca #39 da equipe Graff-SO24 dos pilotos Vincent Capillaire, Jonathan Hirschi e Tristan Gommendy, herdam o segundo lugar. O Ligier #32 da United Aut

osports de Juan Pablo Montoya, Will Owen e Hugo de Sadeleer ficam com o terceiro lugar.  

As exclusões colocam provisoriamente o nº 39 Graff-SO24 Oreca de Vincent Capillaire, Jonathan Hirschi e Tristan Gommendy em segundo lugar na categoria, com Juan Pablo Montoya, Will Owen e Hugo de Sadeleer nº 32 da United Autosports Ligier JS P217 Gibson em terceiro.

Não é a primeira vez que um protótipo de Rusinov é excluído da prova. Em 2013 o russo perdeu o terceiro lugar por exceder a capacidade máxima de combustível.

Ele marca a segunda exclusão de um pódio em Le Mans para Rusinov, cujo carro de acabamento de terceiro colocado foi expulso da corrida de 2013 por exceder a capacidade máxima de combustível.

Published
3 meses ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *