Futuro da classe DPi é incerto na IMSA

JDC-Miller

(Foto: IMSA)

A classe DPi não deve, pelo menos por enquanto, ser estendida além de 2021. A informação foi confirmado pelo presidente da IMSA, Scott Atherton, ao site Sportscar365.com. Para o dirigente, as conversas com a ACO sobre uma possível extensão, não na pauta das duas séries.

Outro ponto que ainda está obscuro na série americana é a adoção dos novos hypercars para 2022. “Eu nunca diria nunca, mas não quero especular”, disse ao Sportscar365. “Isso não faz parte de nenhuma discussão agora. Nós nos orgulhamos de estabelecer uma visão e uma estratégia e nos ater a ela.”

“Você viu que durante a era da fusão, onde dissemos, ‘esses carros serão elegíveis até esta data no calendário’. Dissemos a mesma coisa que se aplica à tecnologia atual e ao nosso processo evolutivo, que definiria a próxima geração de regulamentações técnicas e, então, teria o tempo apropriado disponível para construir, testar e estar pronto para a corrida, esse é o cronograma nós estamos”.

“O novo conteúdo será apresentado em 2022.”

Com a extinsão da classe LMP1, a IMSA não sabe o que fazer de fato sobre o futuro da série, o dirigente se mostra cauteloso. “Estamos deixando esse processo realizar sua reunião completa regularmente com os fabricantes que estão envolvidos conosco agora, aqueles que indicaram um interesse, aqueles que não estão envolvidos, reunidos com a ACO, reunidos com a FIA”, disse ele.

“Esse processo logo chegará a uma conclusão. Como falamos hoje, esse diálogo ainda existe”. Um reunião deve acontecer durante o final de semana das 24 Horas de Daytona, para discutir os rumos além de 2022, se uma atualização nos atuais DPi, ou carros totalmente novos.

Hypercars e novos LMP2 são uma icôgnita

Além das dúvidas sobre a nova classe principal do WEC, as equipes não só da IMSA, mas também da Europa estão receosas sobre a nova geração de protótipos LMP2, que entra em cena a partir de 2021. Tudo gira em torno dos custos.

“Os novos regulamentos parecem legais, mas a razão fundamental pela qual eu acho que a DPi vai crescer é porque é uma boa relação custo-benefício”, disse Steve Eriksen, COO da HPD. “Se há uma maneira de incorporar as novas proporções e manter os orçamentos onde estamos agora, talvez. Mas até agora, os números orçamentários que estão sendo discutidos ainda estão muito distantes do que é necessário para esse ambiente financeiro”.

Além de Eriksen, a gerente do programa da Cadillac Racing, Laura Wontrop Klauser, disse que eles seriam a favor de estender os atuais regulamentos da DPi por pelo menos mais um ano.

“Se você olhar para isso do ponto de vista do retorno sobre o investimento, quanto mais bagagem puder ter, de hardware físico a lições aprendidas, melhor para você e mais forte para o próximo passo”, disse ela à Sportscar365. “Você nem precisa estender o DPi como está exatamente agora como eles são”.

“Desde que a próxima geração seja uma evolução, isso permitirá que as pessoas entrem e façam um pequeno investimento para a próxima rodada, em vez de começar de novo.”

Equipes que competem com protótipos LMP2, elegíveis em Le Mans e no WEC, também aguardam novidades sobre a nova geração dos LMP.

Para Eriksen, o que substituirá os atuais LMP2? “Eu acho que a verdadeira questão será, qual será o próximo P2?”, Disse. “Obviamente, estamos atualmente usando uma base P2”.

“Você poderia pegar uma empresa como a ORECA, que fabrica um carro P1 e P2. Se o regulamento para P2 é que as dimensões básicas do monocoque e estrutura de colisão eram as mesmas para P2 e P1, então qualquer um poderia ser sua base contanto que os custos estivessem em linha com um carro P2 com limite de custo”.

“Estou ansioso para ver onde o P2 vai. Eles ficam com o custo máximo? Eles ficam com a performance atual? Eles vão para o novo Hypercar envelope?”

Published
1 semana ago
Categories
Sem categoria
Tags
,
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *