FIA divulga regulamento para 2015

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-8928_hd_thumb-25255B3-25255D

A Comissão de Endurance da FIA, divulgou os regulamentos que vão reger o WEC em 2015. Muitos deles já eram de conhecimento público mas agora fazem oficialmente parte das regras para o próximo anos. As principais novidades são.

  • O Formato de classificação foi revisto. Agora apenas uma volta será válida ao contrário de duas este ano. O melhor tempo será real e não uma média como neste ano. Para a classificação um piloto prata ou bronze na classe LMP2 e u motorista Bronze na GTE-AM são obrigatórios. O tempo também mudou. Passou de 25 para 20 minutos.
  • Novas regras também se aplicam aos pneus. Para a classe LMP1 cada carro terá  6 jogos de pneus para corridas de 6 horas (8 para o Bahrein e Shanghai). Terá 4 jogos para os treinos livres. Na classe LMP2 serão 4 sets por corrida e 3 nos treinos. Nas classes GTE PRO e AM serão autorizados 6 conjuntos na corrida e quatro na prática.
  • Os fabricantes de pneus não podem mais recusar os pedidos das equipes. Cada fabricante terá que fornecer no mínimo 50% de pneus para a classe, se dois fabricantes estiverem inscritos 30%.
  • Os carros da classe LMP1 vão ser denominados apenas como LMP1 e não LMP1-H e L como neste ano. O FIA Endurance Trophy será dado a melhor equipe na classificação que não utilizar tecnologia híbrida.
  • A inscrição aumentou para as equipes aumentou. Saltou de 127 mil dólares para 146 mil. Caso a equipe queira participar de um evento único o valor é de 30 mil dólares.

As alterações abaixo precisam ser oficializadas na próxima reunião do conselho que se realiza no dia 20 de Março.

  • Ajuste no tempo de permanência de cada piloto no carro para as classes LMP1 e GTE-PRO. Os pilotos devem ficar pelo menos 40 minutos ao volante, e não dirigir mais de 4 horas e 30 minutos em uma prova de 6 horas. As mesmas regras valem para a classe LMP2 (1 hora e 15 minutos) e GTE-AM (1 hora e 45 minutos).
  • Cada carro da classe LMP1 poderá ter cinco motores durante toda a temporada. Novos fabricantes poderão ter 7. Os valores não são aplicáveis aos testes oficiais.
  • O peso dos pilotos também será aferido e será colocado lastro nos carros caso o piloto pese menos de 80 quilos. Tal valor será aferido com capacete e demais dispositivos de segurança individual.
  • As equipes LMP1 provadas terão um número X de dias de testes privados ou públicos. Para os novos fabricantes os valores seriam maiores por conta da sua primeira temporada. Para as classes LMP2 será permitido 5 dias de testes, GTE-AM e PRO 10 dias.
  • Para os pilotos novatos se faz obrigatório um teste com modelos LMP1 no intuito de conhecer o modelo, nos mesmos moldes que é feito atualmente na F1. Tal regra valeria para os pilotos da classe LMP2 e em circuitos como Bahrain que encerra a temporada.
  • Restrição de mecânicos e pessoal de boxe para as 24 horas de Le Mans, com no máximo 65 pessoas “operacionais” para uma equipe de 2 carros e 90 para uma de três.
Published
4 anos ago
Comments
Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.