Extreme Speed permanece no WEC em 2016

Equipe espera um 2016 melhor após um ano de aprendizado. (Foto: FIAWEC)

Equipe espera um 2016 melhor após um ano de aprendizado. (Foto: FIAWEC)

Eu seu primeiro ano no WEC, após fazer algumas provas em 2014, a Extreme Speed Motorsports planeja continuar no Mundial em 2016 com seus dois Ligier JS P2.

“Nós vamos continuar aqui no WEC”, revelou o proprietário da equipe Scott Sharp ao site  Sportscar365. “Nós sabíamos que isso seria um grande ano de aprendizagem para nós, com nossos novos chassis. Aprendemos muito nas novas pistas e esperamos que este aprendizado reflita em um 2016 muito melhor.”

Sharp se espantou com o metodologia empregada no WEC, em comparação com os certames em que competiu nos EUA, a ALMS e TUSC. “Eu fico surpreso e impressionado com o profissionalismo e dinamismo do WEC”, disse Sharp. “Para nós, é um grande desafio estar aqui. É emocionante ser parte disso.”

“Quando você está correndo contra outras equipes que já competem e estão acostumadas com o traçado é um grande problema. É por isso que estamos tentado aprender o máximo que pudermos. “

Como a temporada de 2015 em seu meio, a próxima etapa será em Austin, sendo esta uma pista conhecida, Sharp acredita que pode fazer uma boa apresentação.

“Eu acho que nós temos uma compreensão muito melhor do carro de uma perspectiva do piloto, bem como uma perspectiva de engenharia. Agora é hora de começar com os pit stops, estratégia e configuração dos carros.”

Além de seus planos no WEC, a equipe não descartou a possibilidade de competir no próximo ano no Weathertech SportsCar Championship, dependendo do calendário do Mundial.

“Nós ainda estamos olhando sobre esta possibilidade”, disse ele. “O Prólogo acabou sendo realmente difícil para nós este ano, com Sebring na semana anterior. Dependendo do calendário vamo avaliar todas as possibilidades.” Finalizou.

Published
4 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *