Equipes privadas serão beneficiadas com EoT para Xangai

Marcel Langer / AdrenalMedia.com

A FIA divulgou nesta quinta-feira, 08, o EoT da classe LMP1 do Mundial de Endurance, para a etapa de Xangai que acontece no dia 18 de novembro na China. As equipes privadas serão beneficiadas com mais potência e vazão de combustível por volta.

BoP para Xangai

EoT para Xangai

Lista de inscritos

Equipes que competem com motores turbo terão um aumento de vazão de combustível casa dos 9,9% (95,6 MJ/volta), enquanto os aspirados como a equipe Rebellion, o percentual é de 8,5% (89,7 MJ/volta).

A medida é para tentar uma chance para as equipes, frente ao desempenho dominante da Toyota que não encontrou adversários até então. Na última etapa do WEC disputada em Fuji, no Japão, o melhor privado chegou à quatro voltas do vencedor.

Para o diretor técnico da SMP Racing, Gaetan Jego, o que aconteceu em Fuji foi um erro por parte do WEC. “Claramente o que aconteceu em Fuji foi o resultado de um erro de cálculo e agora estamos de volta à situação em que estávamos em Silverstone,” disse em entrevista ao site motorsports.com.

“Todos os pilotos privados devem poder fazer uma volta na qualificação sem ter que tirar o pé, se você tiver o potencial para fazer isso na qualificação, você será claramente capaz de fazê-lo na corrida.”

“É claro que fomos mais afetados do que os carros normalmente aspirados em Fuji”, disse Jego. “A FIA e a ACO ainda estão aprendendo como fazer a EoT funcionar e é bom que uma correção tenha sido feita.”

Jego afirma que os carros privados serão rápidos, mas acredita que a Toyota também sofrerá com as mudanças. “Seremos mais rápidos, com certeza, mas também a Toyota”, explicou ele. “O erro de cálculo significou que eles tiveram que cortar muito do seu combustível em Fuji também,” finalizou.

Mudanças também nas classes GTE

A Ferrari 488 GTE estará mais lenta para a prova. De acordo com o BoP, o modelo italiano terá menos potência, além de cinco quilos adicionados aos peso mínimo. Os demais carros da classe, Porsche, Ford, BMW e Corvette, terão uma redução de peso.

O novo Aston Martin GTE irá competir em Xangai com seis quilos a menos e um pouco mais de potência em todas as faixas e RPM. Porsche, Ford e BMW, não terão alterações mecânicas para esta etapa.

John Gaw, diretor da equipe Aston Martin, comemorou as alterações. “O BoP deve ser bastante igual agora, então em Xangai quem cuidar melhor dos pneus, terá mais chances”, disse ao site motorsports.com.

O Corvette C7.R que não compete em uma prova de seis horas do WEC desde 2014, terá 1276 quilos de peso mínimo e restritores de ar de 30,6 mm.

Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *