Em vitória controversa Greaves Motorsports vence em Silverstone

Modelos Gibson dominaram a prova. (Foto: Divulgação ELMS)

Modelos Gibson dominaram a prova. (Foto: Divulgação ELMS)

A Greaves Motorsports venceu na tarde desde Sábado (11) a primeira etapa da European Le Mans Series que foi realizada no circuito de Silverstone na Inglaterra. A vitória, após um ultrapassagem de Jon Lancaster do Gibson #41 em cima do Oreca 05 #46 da TDS Racing pilotado por Tristan Gommendy faltando menos de 10 minutos para o fim da prova deve ser investigada pela direção da ELMS.

Resultado final das 4 horas de Silverstone.

Velocidades máximas obtidas.

Para muitos Lancaster “forçou” em cima do Oreca da TDS Racing ocasionando o toque. A prova que foi dominada pelos modelos Gibson 0155 (ex Zytek) e que estão na ativa desde 2011 provou que mesmo com projetos mais novos como os da Oreca e Ligier o modelo de fabricação britânica é um dos favoritos ao título da temporada.

Na classe LMP3 vitória do #3 da equipe LNT. (Foto: Divulgação ELMS)

Na classe LMP3 vitória do #3 da equipe LNT. (Foto: Divulgação ELMS)

Em segundo o segundo Gibson escrito, o #38 de Simon Dolan, Filipe Albuquerque e Harry Tincknell provou isto. A prova que teve três líderes faltando pouco mais de 10 minutos para o fim. Tanto os dois carros Gibson, quanto o Oreca 03 tiveram chances reais de vencer.

Oreca que se mostrou muito forte na última hora de prova superando com facilidade os líderes mas que acabou tendo uma queda em sua performance, tanto que o vencedor descontou uma diferença de pouco mais de 8 segundos em menos de duas voltas. O tráfego também ajudou em várias ultrapassagens e Jon Lancaster sofreu várias ultrapassagens “vergonhosas” por não saber administrar os retardatários.

Em quarto o Ligier JS P2 da equipe americana Krohn Racing de Tracy Krohn, Nic Jonsson e Oswaldo Negri. O time que compete regularmente no TUSC nos EUA não foi um fator na prova e se valeu de abandonos e problemas de seus adversários para consequir o quarto lugar. O Ligier que já se mostrou rápido tanto no WEC quando no TUSC talvez não tenha se adaptado aos pneus Dunlop, já que no certame americano usa modelos Continental. Fechando os cinco primeiros o Oreca 03 #33 da equipe Eurasia Motorsports.

Porsche da Gulf vence na classe GTE. (Foto: Divulgação ELMS)

Porsche da Gulf vence na classe GTE. (Foto: Divulgação ELMS)

Os incidentes começaram a acontecer ainda na primeira volta depois que o Oreca #32 da AF Corse perdeu o controle e acertou o Morgan #29 da equipe Pegasus Racing. Ambos os carros conseguiram retornar aos boxes para reparos e voltaram a prova com algumas voltas atrás. Mesmo com 31 carros na pista divididos em quatro classes, a prova transcorreu sem grandes problemas.

A nova classe LMP3 se mostrou competitiva e é uma opção viável para as equipes que queiram entrar no mundo dos protótipos com um orçamento mais modesto. A vitória do Ginetta #3 do Team LNT do campeão olímpico Chris Hoy e Charles Robertson mostrou que o carro é durável e a classe tem tudo para crescer. Em segundo na classe o #2 também da equipe LNT dos pilotos Michael Simpson e Gaetan Paletou. Em terceiro o #7 da University Of Bolton dos pilotos Rob Garofall e Jens Petersen podem ser considerados as “chicanes” ambulantes da prova.

O #7 foi protagonista de um gesto nem um pouco amistoso feito pelo piloto Michael Lyons da equipe Murphy Prototypes que foi nitidamente atrapalhado pelo carro LMP3. Vários dos pilotos desta classe são estreantes e acabam pagando pela falta de experiencia principalmente no trabalho de ceder ultrapassagens ou dar espaço para os carros mais rápidos.

BMW Z4 GT3 da TDS Racing vence na classe GTC. (Foto: Divulgação ELMS)

BMW Z4 GT3 da TDS Racing vence na classe GTC. (Foto: Divulgação ELMS)

Na classe GTE a clássica disputa entre Ferrari e Porsche foi o destaque entre os “GT2”. Tanto o Porsche #86 da Gulf Racing UK dos pilotos Michael Wainwright, Adam Carroll e Phil Keen quando a Ferrari #66 de George Richardson, Robert Smith e Sam Tordoff ficaram na alternância de posições pelo primeiro lugar durante boa parte da prova. Prevaleceu a força do Porsche que acabou vencendo na classe. Em segundo  Ferrari #66 e em terceiro a Ferrari #55 da AF Corse dos pilotos Duncan Cameron, Matt Griffin e Aaron Scott.

O “estreante” na classe o BMW Z4 GTE #52 da equipe BMW Team Marc VDS fez uma boa prova terminando em quarto lugar. Os pilotos Andy Priaulx, Henry Hassid e Jesse Kroh podem surpreender com a versão GTE que até 2014 era exclusiva dos EUA.

10409055_889139571127209_6195092919240571759_n

Sem paciência Nick McMillen “causa” no Twitter

 

Na classe GTC o BMW Z3 GT3 #58 da equipe TDS Racing venceu com os pilotos Franck Perera, Dino Lunardi e Eric Dermont. Em segundo a Ferrari #64 da AF Corse dos pilotos Mads Rasmussen, Felipe Barreiros e Francisco Guedes. Em terceiro o Lamborghini #85 da Gulf Racing UK do trio Roald Goethe, Daniel Brown e Archi Hamilton. Dos seis carros inscritos apenas 3 concluiram a prova. A AF Corse foi a equipe que mais teve prejuízo nesta primeira etapa. Dos 7 carros inscritos nas classes LMP2, GTE e GTC apenas 4 completaram a prova.

A próxima etapa será em Maio entre os dias 16 e 17 no circuito de Imola na Itália.

 

Published
5 anos ago
Categories
ELMS
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *