DragonSpeed confirma participação na classe LMP1 do WEC

(Foto: ELMS)

(Foto: ELMS)

A equipe DragonSpeed que compete no European Le Mans Series confirmou nesta terça-feira, 31, que vai competir no Mundial de Endurance na classe LMP1 na temporada 2017/2018.

Henrik Hedman e Ben Hanley estão confirmados para o próximo ano. O terceiro piloto será anunciado nos próximos dias. A equipe avalia qual melhor conjunto vai utilizar no próximo ano. O diretor Elton Julian, confirma: “Toda a equipe está entusiasmada e desafiada. Tendo ganho títulos de carros esportivos GT3 e LMP2, a progressão natural da nossa equipe altamente talentosa e motivada é mudar para LMP1. Estamos estudando cuidadosamente parceiros que podem nos ajudar a montar um programa que irá nos remeter o sucesso que queremos para a DragonSpeed. Todos estão na mesma página em termos do pacote e da abordagem que precisamos, e não podemos esperar para começar. “

“Olhando para  2005, quando pilotei pela primeira vez em Le Mans”, continuou Julian. “Você teve uma única equipe de trabalho com Audi mais um excelente elenco de apoio e equipes com seis diferentes chassis e quatro motores diferentes. Na verdade, o momento é dos privados. Se a Toyota continuar – e todos nós esperamos que eles fique – acho que, nos próximos dois anos, podemos trazer de volta essa variedade e tradição de que os privados sejam verdadeiramente competitivos na primeira classe “.

Henrik Hedman: “A chance de progredir para o primeiro nível de corridas de resistência com um grupo tão bem sucedido e fechado tornou esta uma decisão fácil. Passo a passo, crescemos juntos e conseguimos muito. Aplaudo o ACO e a FIA pela nova programação e as oportunidades. Tenho o compromisso de me preparar e aplicar tudo o que aprendi nas últimas temporadas para competir com a nova geração de carros LMP1 com Elton e a equipe “.

Ben Hanley acrescentou: “Estou muito feliz por continuar com a DragonSpeed ​​em sua jornada. Mover-se para o WEC e a classe LMP1 é uma ótima chance para lutar pelos resultados gerais do pódio, especialmente em Le Mans, tendo em conta os problemas que os híbridos tiveram nos últimos anos. Henrik nunca pára de melhorar e seu compromisso é uma inspiração para toda a equipe. Tendo desfrutado de unidades únicas com algumas equipes WEC LMP2 nesta temporada, posso dizer com certeza que a DragonSpeed ​​está no caminho certo “.

 

Published
3 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *