Diferença entre Toyota e Rebellion Racing cai para 0.267 segundos nos testes do WEC

(Foto: Rebellion Racing)

O segundo e último dia de treinos oficiais do Mundial de Endurance, nesta quarta-feira, 24, mostrou que a diferença entre a Toyota que liderou  as duas sessões, diminuiu em relação a Rebellion e a Ginetta.

No treino pela manhã o Toyota #7 marcou 1:29.623, ficando com a primeira posição. O melhor Rebellion, o #3, marcou 1:30.110, uma diferença de 0.847 segundos.  Na sessão da tarde a liderança continuou com o TS050 #7. José Maria López marcou 1:29.141, contra 1:29.408, um diferença de 0.267 para o Rebellion #1.

Terceira sessão de treinos

Quarta sessão de treinos

López, se diz satisfeito com os testes e com o desenvolvimento do TS050. “Foi um bom teste e gostei de estar de volta no carro. Com a aerodinâmica atualizados, há algumas coisas para se adaptar, por isso tem sido útil ter uma grande quantidade de dados antes da primeira corrida. É a minha terceira temporada com a equipe e estou realmente ansioso por isso, particularmente para compartilhar o carro novamente com Mike e Kamui, e de trabalhar em conjunto com a equipe que é sempre um prazer. Silverstone é relativamente perto e acho que estamos prontos”, disse. 

Na classe LMP2  a Racing Team Nederland, que trocou o protótipo Dallara por um Oreca 07 equipado com pneus Goodyear, liderou o segundo dia de treinos. Nyck de Vries marcou 1: 31,659 na segunda sessão de hoje. A United Autosports, que trocou o Liger P217 por um Oreca 07, ficou com o segundo tempos. Paul di Resta chegou perto do primeiro tempo, marcando 1:31.716. André Negrão com o Signatech Alpine #36 foi o terceiro mais rápido.

Novo Porsche não conseguiu superar a Ferrari na classe GTE-Pro. (Foto: Porsche AG)

O melhor tempo da classe GTE-Pro, foi conquistado por Miguel Molina na Ferrari #71 da AF Corse., na terceira sessão de treinos. Ele marcou  1:43.593. Kevin Estre com o novo Porsche 911 RSR-19 foi o segundo mais rápido, com apenas 0.058s de diferença. O Aston Martin #97 pilotado por Marco Sorensen e Darren Turner ficou com o terceiro melhor tempo. Nenhum carro da classe treinou na sessão da tarde desta quarta-feira.

Pascal Zurlinden, diretor do programa de fábrica a Porsche, acredita que os pilotos e o novo 911 RSR 2019, se saíram bem na Espanha. “Embora a pausa depois de Le Mans seja curta, estávamos todos animados para conhecer os nossos adversários rivais na temporada de 2019/20. Toda a nossa equipe rapidamente se acostumou com o novo Porsche 911 RSR. Nós trabalhamos sobre os melhores pontos da configuração aqui em Barcelona e nos  sentimos prontos para a primeira corrida em Silverstone. Quero agradecer a toda a equipe no nosso Centro de Motorsport em Weissach pelo grande trabalho de preparação. E as nossas equipes de clientes usaram os dois dias de forma muito eficaz para se preparar bem para a abertura da temporada”. 

Na classe GTE-Am, o Team Project 1 foi o mais rápido com o Porsche 911 RSR #57. O melhor tempo foi de Matteo Cairolli com 1: 44,467 esta manhã. O 911 #88 da Dempsey-Proton Racing foi o segundo mais rápido, no treino da tarde. O segundo Porsche do Team Project 1 fechou os três primeiros. 

Toyota fecha primeiro dia de testes para o WEC na liderança

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *