Diferença entre Toyota e Rebellion Racing cai para 0.267 segundos nos testes do WEC

(Foto: Rebellion Racing)

O segundo e último dia de treinos oficiais do Mundial de Endurance, nesta quarta-feira, 24, mostrou que a diferença entre a Toyota que liderou  as duas sessões, diminuiu em relação a Rebellion e a Ginetta.

No treino pela manhã o Toyota #7 marcou 1:29.623, ficando com a primeira posição. O melhor Rebellion, o #3, marcou 1:30.110, uma diferença de 0.847 segundos.  Na sessão da tarde a liderança continuou com o TS050 #7. José Maria López marcou 1:29.141, contra 1:29.408, um diferença de 0.267 para o Rebellion #1.

Terceira sessão de treinos

Quarta sessão de treinos

López, se diz satisfeito com os testes e com o desenvolvimento do TS050. “Foi um bom teste e gostei de estar de volta no carro. Com a aerodinâmica atualizados, há algumas coisas para se adaptar, por isso tem sido útil ter uma grande quantidade de dados antes da primeira corrida. É a minha terceira temporada com a equipe e estou realmente ansioso por isso, particularmente para compartilhar o carro novamente com Mike e Kamui, e de trabalhar em conjunto com a equipe que é sempre um prazer. Silverstone é relativamente perto e acho que estamos prontos”, disse. 

Na classe LMP2  a Racing Team Nederland, que trocou o protótipo Dallara por um Oreca 07 equipado com pneus Goodyear, liderou o segundo dia de treinos. Nyck de Vries marcou 1: 31,659 na segunda sessão de hoje. A United Autosports, que trocou o Liger P217 por um Oreca 07, ficou com o segundo tempos. Paul di Resta chegou perto do primeiro tempo, marcando 1:31.716. André Negrão com o Signatech Alpine #36 foi o terceiro mais rápido.

Novo Porsche não conseguiu superar a Ferrari na classe GTE-Pro. (Foto: Porsche AG)

O melhor tempo da classe GTE-Pro, foi conquistado por Miguel Molina na Ferrari #71 da AF Corse., na terceira sessão de treinos. Ele marcou  1:43.593. Kevin Estre com o novo Porsche 911 RSR-19 foi o segundo mais rápido, com apenas 0.058s de diferença. O Aston Martin #97 pilotado por Marco Sorensen e Darren Turner ficou com o terceiro melhor tempo. Nenhum carro da classe treinou na sessão da tarde desta quarta-feira.

Pascal Zurlinden, diretor do programa de fábrica a Porsche, acredita que os pilotos e o novo 911 RSR 2019, se saíram bem na Espanha. “Embora a pausa depois de Le Mans seja curta, estávamos todos animados para conhecer os nossos adversários rivais na temporada de 2019/20. Toda a nossa equipe rapidamente se acostumou com o novo Porsche 911 RSR. Nós trabalhamos sobre os melhores pontos da configuração aqui em Barcelona e nos  sentimos prontos para a primeira corrida em Silverstone. Quero agradecer a toda a equipe no nosso Centro de Motorsport em Weissach pelo grande trabalho de preparação. E as nossas equipes de clientes usaram os dois dias de forma muito eficaz para se preparar bem para a abertura da temporada”. 

Na classe GTE-Am, o Team Project 1 foi o mais rápido com o Porsche 911 RSR #57. O melhor tempo foi de Matteo Cairolli com 1: 44,467 esta manhã. O 911 #88 da Dempsey-Proton Racing foi o segundo mais rápido, no treino da tarde. O segundo Porsche do Team Project 1 fechou os três primeiros. 

Toyota fecha primeiro dia de testes para o WEC na liderança

Published
3 semanas ago
Comments
1 Comment
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

One comment on “Diferença entre Toyota e Rebellion Racing cai para 0.267 segundos nos testes do WEC

  1. Caíque de Paula Pereira

    Uma Pena ainda ter um Toyota superior por conta de tecnologia que os outros não têm, mas bom mesmo é o novo Porsche…podem aguardar, vão continuar vencendo…Porsche, junto com o R. Royce, um dos dois unicos automóveis com ALMA no planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *