Diferença de pneus e possibilidade de chuva preocupam Bruno Senna em Portimão

Equipe espera grande competitividade na classe LMP2. (Foto: Divulgação equipe)

Bruno Senna disputa neste final de semana a última etapa do European Le Mans Series, que acontece no circuito de Portimão, em Portugal. Os primeiros treinos livres do brasileiro e seus parceiros da RLR MSport, Arjun Maini e John Farano, serviram basicamente para confirmar o fim dos problemas com o câmbio verificados na prova anterior em Spa-Francorchamps. “Trocamos pela reserva, mais velha, e o carro voltou ao normal. Agora é trabalhar um pouquinho mais no acerto”, explicou.

Primeiro treino livre

Senna está preocupado com a diferença de performance entre os pneus Dunlop que equipam o seu Oreca 07-Gibson e os Michelin. “Aqui o buraco é ainda maior. Fomos os melhores da marca nos treinos livres da quarta-feira, mas não será fácil. E ainda há uma chance considerável de chuva no dia da corrida, o que tornará tudo mais complicado. Se isso acontecer mesmo, vamos colocar o John, nosso piloto menos experiente, para largar e contar com algumas paralisações da prova. Assim eu e o Maini poderemos aproveitar melhor nossos turnos”, disse.

Trinta e nove carros de três categorias – LMP2, LMP3 e GTE – estiveram hoje na pista localizada no sul de Portugal, a 300 quilômetros da capital Lisboa. Dezoito integram a LMP2, a divisão em que Bruno conduziu o carro na 10ª volta mais rápida da sessão – o mais veloz foi o francês Nicolas Lapierre, da Cool Racing. Os ensaios prosseguem amanhã com mais um treino de 90 minutos antecedendo à tomada classificatória com duração de apenas 10, marcada para as 12h20 (Brasília). A largada no domingo será autorizada às 8h30 (Brasília) e a corrida poderá ser acompanhada com imagens ao vivo pelo site www.europeanlemansseries.com.

Published
10 meses ago
Categories
ELMS
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *