David Brabham e seu projeto Open Source

Brabham-Memorial-02

A pouco mais de um ano David Brabham lançou o “Project Brabham”, com planos de voltar as competições com a equipe fundada por seu pai nos anos 60. Inicialmente voltada para o Endurance e se baseando em um projeto Open Source.

Qualquer pessoa pode investir qualquer valor e segundo David terá acesso aos bastidores da equipe, bem como acompanhar o dia a dia do desenvolvimento do carro. Durante as 24 horas de Le Mans o vencedor de Le Mans em 2009 deu uma entrevista coletiva, revelando detalhes deste que é o primeiro projeto deste tipo no Endurance.

“Nós estamos no ponto agora onde estamos conversando com potenciais investidores e que vai levar um pouco de tempo. Precisamos ter certeza de que há completo entendimento de nosso modelo de negócio, eu ainda acredito firmemente que é um divisor de águas.”

Não existem muitos detalhes para serem informados no momento sobre ‘quem’, ou ‘quantos’, mas Brabham é muito claro sobre a direção que quer tomar. “Estamos com o processo em dia. “É justo dizer que a natureza aberta e transparente do programa abriu possibilidades para nós. Estou gastando muito tempo no telefone e no Skype e cada vez mais tempo em reuniões.”

“Isso inclui encontros com marcas, alguns com investidores e gestores de fundos e outros com partes interessadas, incluindo aqueles impulsionados pelo lado esportivo, e outros que possam ver que a marca Brabham poderia proporcionar elevação e valor para os seus interesses.”

Os planos da equipe são alinhar um carro para 2016 na classe LMP2, e um segundo a ser considerado se os recursos e parceiros assim desejarem. “O plano ainda é LMP2 para o WEC com um único carro, mas deixando a oportunidade aberta por um segundo, se a oportunidade surge. A partir daí, o plano de negócios é ficar na classe LMP2 por 3 ou 4 anos antes de um programa LMP1.” Finalizou.

 

Published
4 anos ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *