Com dobradinha Porsche vence em Nurburgring

Equipe enfrentou problemas com o #18. (Foto: Porsche AG)

Equipe enfrentou problemas com o #18. (Foto: Porsche AG)

A Porsche venceu de forma convincente na tarde deste Domingo (30) as 6 horas de Nurburgring disputada na Alemanha. A vitória do #17 dos pilotos Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Hartley se deu por uma série de punições enfrentados pelo Porsche #18 de Romain Dimas, Neel Jani e Mar Lieb, que passaram a prova consumindo mais combustível por volta do que o regulamento permite.

Resultado final da prova. 

Mesmo com três punições com paradas nos boxes, a última chegou a 1 minuto os pilotos do #18 fizeram literalmente uma corrida de recuperação, chegando a estar na quarta posição. Mesmo assim e com uma melhor velocidade conseguiram superar os carros da Audi que não tinham um bom ritmo nas primeiras horas, mas foram combativos nas horas finais dando trabalho para o Porsche #18.

KCMG Racing superou o favoritismo da G-Drive Racing. (Foto: KCMG Racing)

KCMG Racing superou o favoritismo da G-Drive Racing. (Foto: KCMG Racing)

Segundo a equipe um problema no sistema de fluxo de combustível ocasionou o alto consumo, e o carro teve que andar com um ritmo mais lento para não receber novas punições.

A vitória do #17 foi a primeira do trio de pilotos na categoria, Nurburgring também coincide com a primeira vitória de Mark Webber na F1 em 2009. Na terceira posição o Audi #7 de Andre Lotterer, Benoit Treluyer e Marcel Fassler, que também correram com cautela por conta da redução de motores para o restante da temporada.

Fizeram uma prova cautelosa e se valeram dos problemas dos adversários para chegar na terceira posição. Na verdade a posição para o carro deveria ser o quarto lugar, mas com uma ordem de equipe o piloto Lucas di Grassi que estava na terceira posição com o Audi #8 acabou dando sua posição para ajudar na luta pelo campeonato.

Porsche também com dobradinha na classe GTE-PRO. (Foto: Porsche AG)

Porsche também com dobradinha na classe GTE-PRO. (Foto: Porsche AG)

Assim di Grassi, Loic Duval e Olivier Jarvis ficaram na quarta posição, a frente dos dois carros da equipe Toyota que não tiveram equipamento para lutar pelas primeiras posições. Entre as equipes da classe LMP1 privadas a vitória ficou com a equipe Team ByKollles que marcou os primeiros pontos na temporada para os pilotos Pierre Kaffer e Simon Trummer.  

Pela equipe Rebellion apena o #12 completou a prova com os pilotos Nicolas Prost, Mathias Beche e Nick Heidfeld.

Na classe LMP2 a vitória ficou com a equipe KCMG com o Oreca #47 dos pilotos Matt Howson, Richard Brandley e Nick Tandy, O time  superou o favoritismo da equipe G-Drive Racing que dominou todos os treinos livres e era apontado como um dos favoritos da prova.  Na segunda posição com uma diferença de mais de 1 minuto o Ligier JS P2 #26 de Roman Russinov, Julien Canal e Sam Bird. Na terceira posição, o Ligier #28 de Pipo Derani, Gustavo Yacaman e Ricardo Gonzalez.  

Entre os GTs da classe PRO a Porsche fez uma dobradinha, superando o favoritismo da equipe AF Corse. Richard Lietz e Michael Christensen com o Porsche #91 conquistaram sua primeira vitória deste a etapa de Xangai ano passado.

A vitória era para ser do segundo carro da equipe o #92 dos pilotos Patrick Pilet e Fred Makowiecki, mas que receberam uma punição após um toque com a Ferrari #71 da AF Corse que estava sendo pilotada por James Calado, durante a luta pela segunda posição na terceira hora de prova. O toque acabou ocasionando danos a carroceria da Ferrari.

Mesmo assim Calado e seu companheiro Davide Rigon, terminaram na terceira posição. Os líderes da classe Toni Vilander e Gianmaria Bruni que lideram com a Ferrari #51 enfrentaram problemas elétricos logo no inicio da prova, conseguiram voltar a prova, chegando a um sétimo lugar e perdendo a liderança da classe.

Após disputa com Aston Martin, SMP Racing vence na GTE-AM. (Foto: Divulgação SMP Racing)

Após disputa com Aston Martin, SMP Racing vence na GTE-AM. (Foto: Divulgação SMP Racing)

Os Aston Martin Vantage terminaram em quarto (95), quinto (99) e sexto (97). Na classe GTE-AM a vitória ficou com a Ferrari #72 da equipe SMP Racing de Viktor Shaitar, Andrea Bertolini. Em segundo com uma volta de desvantagem o Aston Martin #98 de Paul Dalla Lana, Mathias Lauda e Pedro Lamy. A vitória foi um alento após o carro ter perdido o primeiro lugar na última hora das 24 horas de Le Mans em Junho. A vitória seria do Aston, mas por conta de um pit stop e uma parada repentina de Lauda que conseguiu voltar a tempo.

Em terceiro a Ferrari #83 da AF Corse, seguido pelo Porsche #77 da equipe Dempsey Proton Competition.

A próxima etapa será no circuito de Austin nos EUA entre os dias 18 e 19 de Setembro.

Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *