Classe LMP1 volta a ser unificada em 2015, Toyota lidera o terceiro treino livre.

10353171_782067115183078_2905047564981221174_n_thumb-25255B2-25255D

A designação de LMP1-H e LMP1-L para diferenciar os modelos híbridos dos convencionais não deve se repetir em 2015. Em entrevista ao site sportcar365.com o diretor esportivo da ACO Vicente Beaumesnil disse que fez o pedido de unificação e aguarda apenas a aprovação por parte do comitê de Endurance da FIA.

“A meta é a de considerar apenas uma classe LMP1,” Beaumesnil. “Então você tem carros híbridos e carros não híbridos. Tal medida é para as as pessoas entendam que as equipes provadas da classe LMP1 irão lutar pela vitória junto as equipes de fábrica. “

Já o FIA Endurance Trophy, premio dado as equipes privadas não será alterado, porém mudanças serão necessárias para as equipes privadas terem capacidade técnica de lutar de igual para igual com os times oficiais. “Com certeza, hoje, o desempenho dos carros LMP1 convencionais precisa ser melhorado”, disse Beaumesnil. “Mas devemos considerá-los como um grupo completo. O nome “Light” pode ser considerado algo que reduz o valor, então é por isso que temos que mudar. “

Para o diretor da Rebellion Racing Bart Hayden a mudança é bem vinda. “Se o equilíbrio de desempenho foi como os dado aos carros de fábrica, então por que não?” Disse. “Se há uma lacuna entre os carros, tenho certeza de que algo precisa ser mudado. “

Atualmente apenas a Rebellion Racing e a Lotus fazem parte da classe LMP1-L. Antes da etapa de Austin os carros receberam melhorias para aumentar o desempenho que não surtiram efeito frente as equipes oficias.

Toyota marca o melhor tempo no terceiro treino livre.

Depois de um domínio da Audi nos primeiros treinos, foi a vez da Toyota mostrar a que veio. Anthony Davidson marcou o melhor tempo na terceira seção de trenos livres para Fuji com o tempo de 1:27.033. Em segundo e terceiro os dois carros da equipe Porsche, o #20 marcando 1:27.300 e o #14 com 1:27.764. O melhor Audi vem apenas na 5º posição com o #1 marcando 1:28.059.

Tanto a classe GTE-PRO, quanto a GTE-AM teve os carros da Aston Martin nas primeiras posições com o #99 marcando 1:40.212 na PRO e o #98 com 1:40.212. Na LMP2 a melhor equipe foi a G-Drive marcando 1:33.548.

Em termos de velocidades absolutas os carros da Porsche obtiveram as melhores marcas. Com 316,7 km/h o #20 pilotado por Timo Berhard lidera a lista.

Tempos da terceira seção de treinos.

Velocidades obtidas.

Published
4 anos ago
Comments
Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.