Circuitos seletivos são a proposta da ELMS para o campeonato de 2015

Paul-Loup Chatin (FRA) / Nelson Panciatici (FRA) / Oliver Webb (GBR) drivers of car #36 SIGNATECH ALPINE  (FRA) Alpine A450b - Nissan  Race at Circuito Estoril - Cascais - Portugal

A ELMS começa nos próximos dias 23 e 24 de Março com os testes oficiais no circuito de Paul Ricard na França. Ao todo serão cinco etapas com provas nos mais variados e lendários circuitos Europeus.

As provas serão divididas durante todo o final de semana com suas sessões de treinos livres no Sábado, com 90 minutos cada, e numa sessão de treinos classificatórios, na manhã de Domingo. A corrida, com a duração de 4 horas, será disputada durante a tarde do Domingo, (manhã no horário de Brasília).

Calendário para 2015:

10/11 de Abril: Silverstone (Reino Unido)
16/17 de Maio: Imola (Itália)
11/12 de Julho: Red Bull Ring (Áustria)
5/6 de Setembro: Paul Ricard (França)
17/18 de Outubro: Estoril (Portugal)

Silverstone.

MOTORSPORT - 3 HOURS OF SILVERSTONE ELMS 2013

Silverstone é a meca do automobilismo Inglês. Localizado no Condado de Northamptonshire, é uma verdadeira instituição no Reino Unido. Situado a cerca de 90 minutos de Londres, o traçado da pista desenrola‐se ao longo de 5,901 km e possui todos os ingredientes para entusiasmar os espectadores. Construído em volta de um antigo aeródromo da Segunda Guerra Mundial, o Royal Air Force Station Silverstone, vem sofrendo melhorias desde o final dos anos 40 e recebe atualmente a etapa britânica do Mundial de Endurance e o GP de Inglaterra de F1.

Resultados em 2014:
LMP2: Thiriet by TDS Racing ‐ Morgan Nissan n°46 ‐ Gommendy / Thiriet / Badey
LMGTE: AF Corse ‐ Ferrari 458 Italia n°55 ‐ Cameron / Griffin
GTC: Team Ukraine ‐ Ferrari 458 Italia n°96 ‐ Pier Guidi / Kruglyk / Chukanov

Imola.

Race Start -

Pelo terceiro ano consecutivo ELMS volta ao célebre circuito de Imola, rebatizado de Autódromo Dino e Enzo Ferrari após a morte do “Commendatore”, em 1988. O circuito é conhecido por possuir um traçado muito técnico e difícil de interpretar, com curvas e chicanes que requerem um nível de pilotagem bastante elevado. É também um dos raros circuitos em que os carros rodam no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

Resultados em 2014:
LMP2: JOTA Sport ‐ Zytek SN Z11 n°38 ‐ Albuquerque / Tincknell / Dolan
LMGTE: SMP Racing ‐ Ferrari 458 Italia n°72 ‐ Zlobin / Bertolini / Shaitar
GTC: Formula Racing ‐ Ferrari 458 Italia n°60 ‐ Laursen / Mac

Red Bull Ring.

Race Start

Inicialmente denominado como Österreichring ou ainda como circuito de Zeltweg (próximo de Knittelfeld), Red Bull Ring foi inaugurado em 1969 e totalmente reconstruído em 2011, sob o impulso de Dietrich Mateschitz, o proprietário das bebidas energéticas Red Bull. O traçado de 4,326 km situado a 660 metros de altitude, nos Alpes da Áustria, compreende agora nove curvas (duas à esquerda e sete à direita). A pista tem 12 a 13 metros de largura e oferece aos concorrentes um desnível de 9,3% de descida e 12% de subida. Mais do que o suficiente para proporcionar a pilotos e espectadores uma prova emocionante e, seguramente, ultra disputada.

Resultados em 2014:
LMP2: Signatech Alpine ‐ A450b Nissan ‐ Chatin / Panciatici / Webb
LMGTE: AF Corse ‐ Ferrari 458 Italia n°55 ‐ Cameron / Griffin / Rugolo
GTC: SMP Racing ‐ Ferrari F458 Italia GT3 n°71 ‐Ladygin / Basov / Persiani

Paul Ricard.

Start

Um dos circuitos mais tradicionais da França, construído em 1970 por iniciativa de Paul Ricard, industrial das bebidas e criador do “pastis” Ricard, o circuito foi inteiramente renovado no ano 2000 pelo recentemente falecido Philippe Gurdijan, publicitário, promotor e piloto de automóveis com sete participações em Le Mans. Com estas alterações, o circuito tornou‐se uma referência em termos de segurança automóvel, principalmente por causa das áreas de escape de asfalto em vez das tradicionais caixas de brita. Este ano, o circuito verá o regresso do célebre Bol d’Or, prova de motociclismo com duração de 24 horas, que foi disputado entre os anos de 1978 e 1999. O traçado de Paul Ricard possui uma das maiores retas da Europa (Mistral), com 1,8 km, o que ajuda os carros a se adaptarem as provas de longa duração.

Resultados em 2014:
LMP2: NewBlood by Morand Racing ‐ Morgan Judd n°43 ‐ Klien / Hirsch / Ragues
LMGTE: AF Corse ‐ Ferrari 458 Italia n°55 ‐ Cameron / Griffin / Rugolo
GTC: SMP Racing ‐ Ferrari 458 Italia GT3 n°73 ‐ Ladygin / Markosov / Beretta

Estoril

Situado perto do litoral, a 30 km de Lisboa, o circuito do Estoril nasceu em 1972 e, desde então, tem sofrido diversas transformações. Atualmente oferece uma configuração única, com uma longa reta seguida por sequências de curvas muito técnicas. Para rodar rápido é necessário encontrar um carro versátil, com alta velocidade em reta, mas também com a agilidade necessária para aproveitar as sequências de curvas. O circuito do Estoril será de novo o palco para a última prova da temporada. Em 2014, assistimos a um fantástico final com uma quinta equipe diferente a subir no degrau mais alto do pódio.

Resultados em 2014:
LMP2: NewBlood by Morand Racing ‐ Morgan Judd n°43 ‐ Klien / Hirsch / Ragues
LMGTE: AF Corse ‐ Ferrari 458 Italia n°55 ‐ Cameron / Griffin / Rugolo
GTC: SMP Racing ‐ Ferrari 458 Italia GT3 n°73 ‐ Ladygin / Markosov / Beretta

Published
5 anos ago
Categories
ELMS
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *