Aston Martin e sua conquista em Le Mans

Equipe não vencia desde 2008. (Foto: AMR)

Equipe não vencia desde 2008. (Foto: AMR)

A vitória da Aston Martin está cheia de simbolismos. Após um hiato de quase 10 anos desde o último feito, ainda na classe GT1 com David Brabham, Antonio Garcia e Darren Turner a bordo do Aston DBR9. Desde então a equipe ensaiou um projeto na classe LMP1 com os protótipos B09/60 em parceria com a Lola em 2010 e o AMR-ONE, que sequer completou uma volta em Le Mans no ano de 2011.

Desde então o time britânico vem assiduamente competindo no Mundial de Endurance. A vitória veio depois de uma luta com o Corvette #63. Os dois GTs entraram na mesma volta nos boxes, voltando para a pista praticamente juntos. Jonny Adam foi escalado para levar o Vantage GTE até a linha de chegada, para vencer precisava superar Jordan Taylor que estava a bordo do Corvette.

Mesmo com um carro superior, Jonny acabou encontrando dificuldades em superar Taylor na pista. Acabou contando com a sorte, pois o pneu dianteiro esquerdo furou. Tudo aconteceu na última volta.

Jonny Adam partilhou o #97 com o experiente Darren Turner e o estreante Daniel Serra. “Foi  Daniel e Darren que me colocaram nessa posição para batalhar pela vitória. Não cometemos erros e fizemos o nosso melhor para manter o carro fora dos problemas. Foi um último stint  extremamente difícil, quase superei o Corvette na saída do pit, mas nosso objetivo era não desistir. Ele parecia fraco em algumas curvas e eu sabia que tinha de capitalizar sobre elas e quando encostei em seu pára-choques eu sabia que era agora ou nunca que eu iria ganhar Le Mans. Temos isso e foi muito legal conquistar isso antes da  linha de chegada e ver os fãs nas arquibancadas e a equipe no muro celebrando.”

AMR-ONE e B09/60. O primeiro sequer correu. O segundo não conseguiu fazer frente aos modelos diesel. (Foto: Aston Martins e Ultimate Carpage)

AMR-ONE e B09/60. O primeiro sequer correu. O segundo não conseguiu fazer frente aos modelos diesel. (Foto: Aston Martins e Ultimate Carpage)

 Sendo o mais experiente do trio, Darren Turner conquistou a pole, com um novo recorde para a classe. Vencedor em 2007 e 2008 com o AMR DBR9 acrescentou: “Desde nossa preparação, sabia que seria uma batalha épica e foi desde o início. A Aston Martin sempre esteve entre os primeiros na classe GTE-PRO. Eu tenho que dizer último stint de Jonny foi excepcional assim como o trabalho de Daniel’, considerando que foi sua primeira vez em Le Mans foi ótimo, eu não poderia pedir dois melhores companheiros de equipe. A equipe fez um trabalho excepcional durante toda a noite. Estou tão orgulhoso de fazer parte desta equipe. Foi um grande esforço da equipe e foi ótimo estar no degrau mais alto do pódio. É  uma pena que a equipe não poderia se juntar a nós no pódio. Pessoalmente, este foi o meu melhor Le Mans e minha vitória mais doce.”

 Estreando na prova, Daniel Serra conquistou também o tempo de volta mais rápido na classe GTE. “Eu não tenho palavras para descrever o sentimento. Foi a minha primeira vez em Le Mans e para começar na pole já foi incrível, em seguida, estabelecendo o recorde de corrida e finalmente ganhando na última volta foi incrível. Sou muito grato a Aston Martin Racing por colocar a sua confiança em mim, um novato, para minha primeira vez em Le Mans. Além disso, um grande obrigado a Jonny e Darren por toda a ajuda e apoio que me deram para aprender sobre esta corrida o mais rápido possível. Estou tão feliz. Eu não tenho palavras. Eu só ganhou a maior corrida no automobilismo, é incrível.”

 A próxima etapa do Mundial de Endurance acontece no dia 16 de julho com as 6 Horas de Nurburgring.

* Com informações da Aston Martin Racing

 

Published
6 meses ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
Comentários
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.