Aston Martin com programa de fábrica na IMSA

(Foto: Aston Martin Racing)

A britânica Aston Martin deve competir na classe GTLM da IMSA em 2019. As negociações vão além do campeonato de endurance. Com o apoio de uma equipe americana o construtor deve oferecer os novos modelos GT3 e GT4 para equipes de clientes, segundo o site Sportscar365.com.

O presidente da Aston Martin, David King, confirmou o interesse no programa de endurance. “Estamos conversando com alguns parceiros possíveis, sim”, disse King ao Sportscar365. “Eu não posso falar muito agora, pois não seria justo o processo que estamos passando. É gratificante ver o interesse de boas equipes na Aston Martin.”

De acordo com informações levantada pelo site, o desenvolvimento seria com a Wayne Taylor Racing, que compete com equipamentos Cadillac. David King nega. “O mais provável é uma parceria muito forte com uma equipe baseada nos EUA, onde fornecemos suporte técnico e para pilotos”, disse ele. “Mas ainda não há decisão ou equipe parceira escolhida.”

Atualmente Porsche, BMW, Ford, Corvette e BMW competem na classe GTLM. A Ford deve mudar seu foco, competindo com um protótipo DPi nos próximos anos. A Ferrari que tinha apenas um carro em parceria com a Rizi Competizione, desistiu após problemas financeiros.

Published
3 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *