ALMS Road América–Vitória da HPD ofuscada pelo belo desempenho do Delta Wing. Bruno Junqueira vence na LMPC.

LB1_8950_thumb-25255B1-25255D

Os EUA ainda preservam uma característica que não se vê mais na Europa. A diversidade de circuitos. O campeonato da ALMS assim como o da Grand-Am são ricos em diversidade. Sejam pistas travadas como Lime Rock, ou seletivas com Sebring, ou rápidas como Road América que poderia estar presente em qualquer campeonato independentemente do tipo de carro, moto ou caminhão.

Bruno Junqueira vence na LMPC

Bruno Junqueira vence na LMPC

A edição desde ano da ALMS foi bem disputada como nos outros anos. Se na classe P1 a vitória do HPD da dupla Lucas Luhr e Klaus Graf eram cartas marcadas a disputa na classe teve uma bela surpresa o Delta Wing. O carro #0 pilotado com maestria por Katherine Legge e Andy Meyrivck chegou a liderar por diversas vezes a prova e deu um trabalhinho para a dupla da Muscle Milk na hora das ultrapassagens. Por ser mais leve sumia nos trechos de reta, mas não foi páreo para a força do motor Honda do carro #6. Acabou em terceiro na classe e em 5º no geral. Já o #16 da equipe Dryson da dupla Tony Burgess e Chris McMurry deve um começo sofrível ainda com a pista molhada foi presa fácil para o Delta Wing e até para os LMP2. A equipe já anunciou que está totalmente focada na temporada 2014 e que apenas cumpre tabela. Ano passado a briga entre o #16 e #6 foi até os últimos metros culminando com a vitória do belo Lola.

Na “sorte” #551 vence na P2

Na “sorte” #551 vence na P2

Já na classe LMP2 que terminou na mesma volta do vencedor a disputa acirrada entre os carros das equipes Level 5 e Extreme Speed. O vencedor foi o #551 de Scott Tucker e Simon Pagenaud que teve uma bela dose de sorte nas últimas voltas já que o #01 de Scoot Sharp e Guy Cosmo deve que fazer uma parada apenas para reabastecimento e acabou sendo superado na saída dos boxes. Para ajudar o carro #551 uma batida envolvendo o Porsche #11 da equipe JDX Racing faltando menos de 10 minutos as últimas voltas foram dadas sob bandeira amarela. Fechando o pódio da classe o #552 também da Level 5 do trio Tucker, Gonzales e Franchitti.

A classe LMPC conseguiu uma bela proeza. O vencedor #9 da equipe RSR Racing do brasileiro Bruno Junqueira e Duncan Ende e o segundo colocado o #8 da BR1 Motorsports de Kyle Marcelli e Chris Cumming terminaram na frente dos LMP2 e Junqueira acabou conquistando o terceiro lugar geral. Prova de que pilotos profissionais mesmo com modelos mais lentos são mais imunes a barbeiragens do que os famosos “gentleman drivers”. A maior prova é o festival de rodadas que se viu na classe LMP2 e GTC.

Primeira vitória do Viper na ALMS

Primeira vitória do Viper na ALMS

Entre os GT a disputada foi acirrada e a vitória (primeira da equipe desde que retornou ao endurance) foi do #91 da equipe SRT Motorsports de Marc Groossens e Dominick Farbacher. O #91 já tinha feito a pole ontem e na largada com a pista molhada acabou sendo tocado o que danificou o para choque traseiro. Mesmo assim superou o #93 também da SRT e os dois carros sumiram na frente do pelotão. Mérito e muito do motor V10. Mesmo perdendo tempo nos boxes para fazer reparos o #91 não teve grandes dificuldades em buscar a liderança e teria terminado muito à frente do segundo e terceiro colocados o #3 e #4 da Corvette Racing. O outro Viper acabou em 6º na classe. Os modelos Porsche acabaram em 4º com o #48 da equipe Paul Miller Racing e 5º com o #06 da Core Motorsport. A equipe BMW fez uma corrida discreta e terminou em 7º com o #55 e 8º com o #56.

Flying Lizard Vence na GTC

Flying Lizard Vence na GTC

As disputas na classe GTC também foram intensas antes da bandeira amarela que “matou” o final da corrida. A vitória acabou com o Porsche #45 da Flying Lizard Motorsports de Nelson Canache Jr e Spencer Pumpelly. Em segundo o #22 da Alex Job Racing de Cooper MacNeil e Jeroen Bleekemolen. Fechando o pódio o #30 da equipe NGT Motorsport de Henrique Cisneros e Sean Edwards. Abaixo a classificação final.No final de semana também tivemos uma etapa da Grand-Am em Road América e foi a única oportunidade de vermos os carros das duas séries juntos o que em termos de desempenho pode se avaliar quem anda mais. O comitê que define as regras da USCR para a ano que vem já determinou (depois de muitas reclamações por parte das equipes com carros LMP2) que os DP terão que ter sua potência aumentada para se equipararem aos P2. A tabela abaixo é um comparativo dos dois treinos classificatórios aonde podemos ver que até os LMPC superam os carros da classe DP.

Resultado final. 

Published
5 anos ago
Categories
2013ALMSCorvetteFerrariHPDLolaRoad AméricaUnited SportsCar Racing
Comments
Comentários
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Comentários

  1. Juanh disse:

    ¡Muy bien por el Delta Wing!
    Ahora, viendo la diferencia en los tiempos a favor de los LMP2 de la ALMS contra los DP de la GrandAm, ¿cómo harán pasar equiparar los rendimientos?
    Gran tarea les espera…
    Abrazos!
    http://juanhracingteam.blogspot.com.ar/