Acura com potência reduzida para Daytona

Acura foi a “premiada” do BoP. (Foto: Divulgação)

O BoP divulgado pela IMSA nesta quinta-feira, 16, com os ajustes em todas as classes da IMSA para as 24 Horas de Daytona, acabou punindo os protótipos Acura da equipe Penske. O modelo ficará 6,7 cavalos de potência mais fraco nas faixas médias e de alto alcance de RPM.

O Cadillac DPi. VR terá 10 kg a menos em seu peso mínimo. O Mazda RT24-P que dominou o ROAR, não teve alterações em termos de desempenho. Tanto Acura (+1 litro), Cadillac (+2 litros) e Mazda (+2 litros), tiveram ajustes em suas capacidades de combustível. 

BoP para as 24 Horas de Daytona

Na classe GTLM mudanças de pesos e nas potências, afetaram diversos modelos. O Corvette C8.R, recebe um restritor de ar de 0,3mm de largura. O aumento de potência se traduz aproximadamente em um ganho de 4,15 cavalos de potência.

A Ferrari 488 GTE, que liderou o Roar, perde aproximadamente 5,3 cavalos em todos os níveis de rotação, enquanto o Porsche 911 RSR-19 recebe 10 kg a mais em seu peso mínimo. Nenhuma alteração foi feita no BMW M8 GTE, que está servindo como base de desempenho para os demais carros. Além do ganho de potência, o Corvette recebeu cinco litros a mais de capacidade em seu tanque de combustível. A Ferrari perde um litro e o Porsche 911 ganha sete litros. 

GTD com diversas alterações

Na classe GTD, o Acura NSX GT3 Evo, tem uma redução de potência de aproximadamente 7,5 cavalos e um aumento de 25 Kg em seu peso mínimo. A BMW M6 GT3(-13,4 cavalos de potência), Ferrari 488 GT3 2020 (-4 cavalos de potência) receberam cortes em suas faixas de RPM. 

O Lamborghini Huracán GT3 Evo teve o ângulo mínimo de asa traseira alterado para 4 mm. O único carro a se beneficiar das mudanças de BoP é o Audi R8 LMS GT3 Evo, que fica 10kg mais leve.  Ajustes de capacidade de combustível também foram feitos ao Acura (-2 litros), BMW (-3 litros), Ferrari (-1 litro) e Aston Martin Vantage GT3 (-3 litros).

Published
2 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.