ACO e IMSA estudam novo LMP2 para 2017

00Dagys_-2014_223681_thumb-25255B1-25255D

Se a equivalência entre os LMP2 e os DP não foi a contento em Daytona, tanto a ACO quando IMSA se uniram para criação de um novo LMP2 que deve ver as pistas em 2017.

“Estamos trabalhando na especificação de um novo carro para 2017“, disse Scot Elkins, vice-presidente de competição e regulamentos técnicos da IMSA. “Ele deverá ser um LMP2, Com uma plataforma estipulada pela ACO. Temos que trabalhar juntos para ver onde podemos chegar. “

O atual regulamento da classe LMP2 está congelado até 2016, mesmo ano que os DP serão aceitos no TUSC. As conversas dão a entender que o novo carro será desenvolvido mais em cima de um LMP do que um DP.

Para Pierre Fillon, presidente da ACO, as diferenças devem ser deixadas de lado para um bem maior. “A ACO propôs especificações“, disse Fillon ao site Endurance-Info. “Há muitas semelhanças, algumas diferenças, mas nenhum ponto de discórdia. É muito cedo para revelar algo. A ideia principal é continuar com o espírito da atual LMP2, reduzindo os custos em comparação com o LMP2 que já temos “.

Para Elkins os DP não farão parte desta nova fase, e enaltece a segurança, tantos nos atuais LMP2, como na célula de sobrevivência dos carros da DTM, feita a base de fibra de carbono. “Eu acho que o carbono tem de ser envolvido em termos de um chassis monocoque”, disse Elkins. “Estou surpreso, e acho que o nosso grupo está espantando com o que o DTM tem feito, que é uma célula de segurança em formato de gaiola. Não estou dizendo que vamos fazer algo assim, mas eles fizeram uma abordagem muito interessante para a especificação do carro, permitindo que cada fabricante possa construir a partir de um modelo. Nós temos uma relação muito boa com os engenheiros da DTM não sei se esta será a direção, mas eu sei que o novo LMP2 não será algo feito em chassi tubular “

Se de um lado os organizadores estão otimistas, do outro, os fabricantes olham com ressalvas, mudanças que mexam profundamente na construção dos carros. Tanto a OAK Racing quanto a Oreca, vem desenvolvendo modelos fechados para estrear em 2015, e mudanças em tão curto espaço de tempo podem espantar e principalmente encarecer os projetos.

Além dos protótipos, as mudanças na classe GT também estão em estado avançado. Para 2015 a adição da classe LMP3 nos EUA, não está descartada.

Published
6 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *