37 carros para as 4 horas de Estoril

(Foto: ELMS)

(Foto: ELMS)

A última etapa do European Le Mans Series 2016, acontece no dia 23 de outubro no circuito de Estoril em Portugal. Ainda estão em disputa quatro títulos, dos seis que o campeonato oferece.

Para a última etapa serão 37 carros. Ao todo, 107 pilotos de 21 países, vão estar no circuito português.

Lista de inscritos.

LMP2: Título de pilotos e equipes ainda em disputa

Com 10 protótipos e 30 pilotos ao volante. A disputa pelos títulos de pilotos e equipes ainda está aberta. São três equipes e sete pilotos ainda com uma chance de garantir o título do campeonato. Os principais concorrentes são a Oreca #46 da  Thiriet by TDS Racing, com Mathias Beche e Pierre Thiriet em 92 pontos, 14 pontos à frente do #38, Gibson da G-Drive Racing de Simon Dolan, Harry Tincknell e Giedo van der Garde. Beche, foi substituído por Ryo Hirakawa em Paul Ricard e pois isso não luta pela título.

Estão em jogo 26 pontos. O #32 da SMP Racing, ainda tem chances matemáticas para conquistar o campeonato de equipes.  Andreas Wirth e Stefano Coletti, estão 24 pontos atrás dos líderes.

Vencedores em SPA, Nicolas Lapierre, Ben Hanley e Henrik Hedman, não estão lutando pelo título com o Oreca 21 da DragonSpeed. A pilotagem precisa de Lapierre, pode ser sinônimo de vitória em Estoril. Os campeões de 2015, a Greaves Motorsports espera terminar o ano com um bom resultado. Mesmo pensamento tem a Eurasia com o seu Oreca #33, que terminou em segundo na Áustria e pode voltar a surpreender em Estoril.

LMP3: A batalha para a posição de vice-campeã

Com 19 carros e 53 pilotos, a classe LMP3, é a maior das três que estarão competindo na prova. Os dois títulos LMP3 já foram decididos na Bélgica no mês passado. Os vencedores foram Alex Brundle, Mike Guasch e Christian England com o Ligier #2 da United Autosports.  

A emoção será a disputa pelo segundo lugar. Duas equipes têm chances do “título”. O Ligier #9 da Graff Racing que venceu em SPA e o #19 da Duqueine Engineering. A diferença entre as 2 equipes é de 18 pontos. Três equipes conquistaram um pódio e uma pole position na temporada, o que deixa a disputa pela vitória aberta.

O Ligier #6 da 360 Racing dos britânicos Terence Woodward, Ross Kaiser e James Swift, desfrutaram um único pódio em 2016 na Áustria e uma pole position na abertura da temporada em Silverstone. Da mesma forma o #16 da Panis Barthez de Simon Gachet, Valentin Moineault e Eric Debard tiveram um pódio na Itália e uma pole na Áustria. Enquanto seus companheiros de equipe já garantiram os títulos LMP3, o #3 da United Autosports tripulação de Mark Patterson, Matt Bell e Wayne Boyd largaram na frente na Itália e um segundo lugar em Silverstone.   

LMGTE: Quem vai ser o campeão 2016?

Os oito carros que compõem o grid da classe GTE, serão partilhados por 24 pilotos. A batalha pelos títulos, ainda está em aberto. Andrea Bertolini, Rob Smith e Rory Butcher que pilotam a Ferrari #66 da JMW Motorsport Ferrari, lideram a classe com 20 pontos de vantagem para o Aston Martin #99 de Andrew Howard, Alex MacDowall e Darren Turner.

A vantagem de 20 pontos para a Ferrari, significa que o #66, precisa chegar até no sétimo lugar para garantir a taça de pilotos. Mesmo o título seja algo certo, a disputa pelo título de equipes, que garante o convite para as 24 de Le Mans ainda está em aberto. JMW, não pode chegar além do segundo lugar para conquistar o convite. Além deles,  cinco equipes têm chances matemáticas de garantir o cobiçado prêmio.

O Aston Martin Racing Vantage #99, está com 73 pontos, 12 pontos à frente do #56 da AT Racing. A equipe garantiu três pódios e uma pole position nas cinco primeiras corridas, mas sabem que precisam vencer para superar o Aston nos pontos. O Porsche #77 da  Proton Competion, está apenas três pontos atrás da Ferrari da AT Racing. Seus companheiros do Porsche #88 estão 9 pontos atrás.

Published
2 anos ago
Categories
ELMS
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *